top of page

CONCORDÂNCIA NOMINAL

Atualizado: 15 de fev.


CONCORDÂNCIA NOMINAL Concordância nominal é o nome da relação existente entre um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio) e os termos regidos por esse nome. Essa relação é sempre intermediada por uma preposição.


Acessível a Afável com, para com Agradável a Alheio a Amante de Análogo a Ansioso de, para, por Apto a, para Aversão a, para, por Ávido de Benéfico a Capaz de, para Certo de Compatível com Compreensível a Comum a, de Constante em Contemporâneo a, de Contíguo a Contrário a Cuidadoso com Curioso de, por Desatento a Descontente com Desejoso de Desfavorável a Diferente de Difícil de Digno de Entendido em Equivalente a Erudito em Escasso de Essencial para Estranho a Fácil de Favorável a Fiel a Firme em Generoso com Grato a Hábil em Habituado a Horror a Hostil a Idêntico a Impossível de Impróprio para Incompatível com Inconsequente com Indeciso em Independente de, em Indiferente a Indigno de Inerente a Inexorável a Leal a Lento em Liberal com Medo a, de Natural de Necessário a Negligente em Nocivo a Ojeriza a, por Paralelo a Parco em, de Passível de Perito em Permissivo a Perpendicular a Pertinaz em Possível de Possuído de Posterior a Preferível a Prejudicial a Prestes a, para Propício a Próximo a, de Relacionado com Responsável por Rico de, em Seguro de, em Semelhante a Sensível a Sito em Suspeito de Útil a, para Versado em



RESUMO COM EXEMPLOS:

REGÊNCIA NOMINAL: É a relação entre o nome e o termo regido.


Regência nominal é a forma que os substantivos, adjetivos e advérbios se relacionam com seus complementos.


Normalmente, essa relação entre o nome e o complemento é dada por uma preposição. Por isso, é importante conhecer as preposições para que a regência nominal seja feita e identificada de forma correta.


Exemplos em frases


Exemplo de regência de alguns nomes:


Carinho


• Tenha “carinho a” seus livros.

• Meu “carinho pelos” animais me conforta.

• Cultivemos o “carinho da” família.

• O carinho “para com” a Pátria.




Agoniado


• Olhos "agoniados de” novas paisagens.

• Estava “agoniado por” vê-la.

• Estou “agoniado para” ler o livro.


REVISÃO FINAL COM BASE NAS MATÉRIAS DE REGÊNCIA NOMINAL E REGÊNCIA VERBAL


OBSERVAÇÕES FINAIS

1. Lembre-se de que apenas os verbos que possuem objeto direto admitem a voz passiva (a única exceção é o verbo OBEDECER, que, embora reclame objeto indireto, pode ser apassivado). Assim, frases como as seguintes devem ser consideradas erradas.

Exemplo: O filme foi assistido pelos alunos. (Errado)

Assistir a – verbo transitivo indireto

Os alunos assistirão ao filme. (Correto)

Uma boa faculdade era aspirada por todos. (Errado)

Aspirar a – verbo transitivo indireto

Todos aspiravam a uma boa faculdade. (Correto)

2. É considerado errado dar um único complemento a palavras de regências diferentes. Assim, frases como as seguintes devem ser consideradas erradas.

Exemplos:

Entrou e saiu da sala. (Errado)

Entrou na sala e saiu dela. (Correto)

Entro em algum lugar. Saio de algum lugar.

Assistiu e gostou do filme. (Errado)

Assistiu ao filme e gostou dele. (Correto)

Assisto a alguma coisa e gosto de alguma coisa.



3. Lembre-se de que os pronomes oblíquos o, a, os, as são empregados como complementos de verbos transitivos diretos, enquanto os pronomes oblíquos lhe, lhes são utilizados como complementos de verbos transitivos indiretos.

_ Você cumprimentou o professor?

_ Sim, eu o cumprimentei.

_ Você obedece ao professor?

_ Sim, obedeço-lhe.


4. Alguns verbos, embora transitivos indiretos, não admitem como complemento as formas oblíquas lhe, lhes. Veja:

Assistir (no sentido de ver)

Aspirar (no sentido de almejar)

Visar (no sentido de ter em vista)

Recorrer (no sentido de pedir auxílio)


Com esses verbos, utilizam-se as formas a ele, a ela. Portanto, para responder às perguntas:

_Você assistiu ao filme?

_ Sim, assisti a ele. (Sim, assisti-lhe. – errado)


_Você recorreu ao diretor?

_ Sim recorri a ele. (Sim, recolhi-lhe. – errado)


5. Para finalizar, é importante você saber que, havendo pronome relativo antes de verbo, ou nome, que exige preposição, esta se desloca para antes do pronome relativo. Observe:

O filme a que assisti foi muito bom.

Este é o autor por cuja obra tenho simpatia.



Link: https://www.educamaisbrasil.com.br/enem/lingua-portuguesa/regencia-nominal

https://www.soportugues.com.br/secoes/sint/sint71.php

BIBLIOGRAFIA:

GRAMÁTICA, LITERATURA & REDAÇÃO, Ernani & Nicola, editora Scipione.

683 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page