top of page

ERROS COMUNS DE CONCORDÂNCIA NOMINAL E VERBAL




Concordância Verbal

  1. Sujeito simples: O verbo deve concordar em número e pessoa com o sujeito. Exemplo: “O aluno estuda todos os dias” (correto)

“O aluno estudam todos os dias” (incorreto).


2. Sujeito composto: O verbo deve ir para o plural. Exemplo:

“O professor e o aluno estudam juntos” (correto)

“O professor e o aluno estuda juntos” (incorreto).


3. Sujeito coletivo: O verbo fica no singular se o coletivo estiver sozinho, mas vai para o plural se vier especificado. Exemplo:

“A turma foi ao teatro” (correto)

“A turma de alunos foram ao teatro” (incorreto).


Concordância Nominal

  1. Adjetivo e vários substantivos:

O adjetivo concorda com o substantivo mais próximo ou vai para o plural se se referir a todos eles. Exemplo:

“Comprei camisas azul e branca” (se forem uma de cada cor)

“Comprei camisas azuis e brancas” (se houver várias camisas de cada cor).


2. Palavras como é necessário, é bom, é proibido:

Se não houver substantivo depois delas, ficam invariáveis; se houver, concordam com ele. Exemplo:

“É necessário calma” (correto)

“São necessárias calma e paciência” (correto).


3. Anexo, incluso, próprio, mesmo:

Essas palavras concordam com o substantivo a que se referem. Exemplo:

“Os documentos anexos” (correto)

“Os documentos anexo” (incorreto).


Domine a arte da gramática! 🎓 Junte-se ao nosso curso Gramática do Zero e transforme sua escrita! Com métodos simples e eficazes, você vai aprender tudo desde o básico até as nuances mais complexas da língua portuguesa. ✍️ Inscreva-se agora e comece sua jornada rumo à excelência gramatical!

166 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page