ORTOÉPIA OU ORTOEPIA E PROSÓDIA



ORTOÉPIA OU ORTOEPIA E PROSÓDIA


ORTOÉPIA OU ORTOEPIA


É a parte da gramática que trata da pronúncia adequada dos fonemas das palavras, de acordo com a norma-padrão da língua.


1) Soam como ditongo e não como hiato:


Gratuito, fluido (diferente de fluído, particípio de fluir), fortuito, arraigar, entre outros.


2) Na palavra sublinhar e derivados o L deve ser pronunciado separadamente do b.


3) Nas palavras abrupto, ab-rogar, ad-rogar, sub-rogar e derivados, o R deve ser pronunciado múltiplo e separado, isto é, sem fazer grupo com a consoante anterior.


4) É proferido indiferentemente como /ks/ ou /s/ as seguintes palavras: apoplexia, axioma e defluxo.


5) Vale por /s/ no final de: cálix, Félix, fênix e na locução adverbial a flux.


PROSÓDIA


É a parte da gramática que trata da acentuação e da entoação adequada dos fonemas, de acordo com a norma-padrão da língua.


São oxítonas:


Aloés, cateter, Cister, harém, Gibraltar, Gulbenkian, masseter, faz-se mister (=necessário), Nobel, novel, recém, refém, ruim, sutil, ureter.


São paroxítonas:


Acórdão, âmbar, ambrosia, avaro, aziago, barbaria, berbere, cânon, caracteres, cartomancia, ciclope, edito (lei, decreto), Epifania (festa dos reis magos), exegese, filantropo, fluido (ui ditongo), fortuito (ui ditongo), gratuito (ui ditongo), harpia, ibero, ímpio (cruel), inaudito, látex, levedo (subst.. e verbo), maquinaria, misantropo, necropsia, Normandia, onagro (tb. Ônagro), oxímoro (tb. Oximóron), Pandora, Pólux, pudico, rubrica, quiromancia, simulacro.


São proparoxítonas:


Alibi (lat.), incipit (lat.), excipt (lat.), máxime ou máxime (lat.), plêiade (-a).


PALAVRAS QUE ADMITEM DUPLA PROSÓDIA


Acróbata ou acrobata;

Alópata ou alopata;

Ambrósia ou ambrosia;

Bênção ou benção;

Boêmia ou boemia;

Crisântemo u crisantemo;

Nefelíbata ou nefelibata;

Oceânia ou Oceania;

Ômega ou omega;

Ortoépia ou ortoepia;

Projétil ou projetil;

Réptil ou réptil;

Reseda (ê) ou resedá;

Sóror ou soror;

Zângão ou zangão;

Zênite ou zenite.



BIBLIOGRAFIA:

MODERNA GRAMÁTICA PORTUGUESA, Evanildo Bechara, Nova Edição revista e ampliada pelo autor, Editora Nova Fronteira.



28 visualizações

© 2019 -2020 por LITERATURA E REDAÇÃO                                              Rio de Janeiro - Brasil

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Google+ Icon

 Tel  21-99321-0173 / contato@literaturaeredacao.com