top of page

TIPOS DE DISCURSOS



DISCURSO DIRETO – caracteriza-se pela reprodução fiel da fala do personagem, como por exemplo:

_ Tens composto muito Ricardo? – indagou Quaresma.

_ Hoje acabei uma modinha.

_ Como se chama? – indagou Dona Adelaide.

_ “Os lábios da Carola”.

As falas dos personagens, reproduzidas integralmente e introduzidas por travessão, são exemplos de discurso direto. Normalmente, as falas de um diálogo são acompanhadas por um verbo de elocução (dizer, perguntar, responder, contestar, retrucar etc.), seguido de dois-pontos.

DISCURSO INDIRETO – ocorre quando o narrador se utiliza de suas palavras para reproduzir a fala de um personagem. Exemplo:

E ria, de um jeito sombrio e triste; depois pediu-me que não referisse a ninguém o que se passara entre nós; ponderei-lhe que a rigor não se passara nada. (Machado de Assis)

DISCURSO INDIRETO LIVRE – Misto de reprodução das falas dos personagens com discurso indireto. Exemplo:

Como nas noites precedentes, uma fila de agricultores se formou na porta de uma padaria e o padeiro saiu a informar que não havia pão. Por quê? Onde estava o pão? O padeiro respondeu que não havia farinha. Onde então estava ela? Os agricultores invadiram a padaria e levaram o estoque de roscas e biscoitos, a manteiga e o chocolate. (Garcia de Paiva. Os agricultores arrancam paralelepípedos.)

Quando ocorre tipos mistos de discurso, chamamos de DISCURSO INDIRETO LIVRE.

BIBLIOGRAFIA:

Língua, Literatura e Redação. José de Nicola. Ed. Scipione. Vol. 1


Agora, assista ao vídeo e deixe o comentário.





135 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page