TUDO SOBRE CONJUNÇÕES

Atualizado: Mar 16



CONJUNÇÃO


É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos que exercem a mesma função sintática dentro de uma oração.


Exemplo: Ele comprou um carro e decidiu viajar. (Liga orações)

Cláudia e Camila são grandes amigas. (Liga vocábulos de mesmo valor sintático)

LOCUÇÃO CONJUNTIVA


Conjunto de duas ou mais palavras com valor de conjunção. Geralmente as locuções conjuntivas terminam pela conjunção que.

São elas:

Ainda que, antes que, desde que, já que, até que, para que, sem que, dado que, posto que, se bem que, visto que, contanto que, à medida que, a fim de que, à proporção que.


TIPOS DE CONJUNÇÕES


1) Conjunções Coordenativas

2) Conjunções Subordinativas Integrantes e Adverbiais


CONJUNÇÕES COORDENATIVAS


1) Aditivas (indicam soma, adição) - e, nem, mas também, mas ainda.

Ex.: "Deram o braço e desceram a rua." (Machado de Assis)


2) Adversativas (indicam oposição, contraste) - mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto.

Ex.: "Ela sorriu, mas foi um sorrir de incrédula." (Machado de Assis)


3) Alternativas (indicam alternância, escolha) - ou, ou... ou, ora... ora, quer... quer, seja... seja.

Ex.: "Na guerra é preciso matar ou morrer."


4) Conclusivas (indicam conclusão) - pois (quando posposta ao verbo), logo, portanto, então, etc.

Ex.: "Homem político, e, portanto, indispensável, não suportava o silêncio." (J. Ribeiro)


OBSERVAÇÃO:

POIS quando conclusiva - pode vir posposta a um termo da oração.

Ex.: "Era, pois, um homem de grande caráter e foi, pois, também um grande estilista." (J. Ribeiro)


5) Explicativas (indicam explicação) - pois (quando anteposta ao verbo), porque, que, etc.

Ex.: "Vamos dormir, que é tarde." (Machado de Assis)



CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS INTEGRANTE

QUE E SE


Exemplo:

Eu queria que ele ajudasse.



CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS ADVERBIAIS


1) CAUSAIS (exprimem causa, motivo) - que (=porque), porque, como (porque), visto que, visto como, já que, uma vez que, desde que, pois, porquanto, pois que, por isso que.

Ex.: "Como o silêncio se prolongasse, Anselmo resolveu rompê-lo." (M. de Assis)


2) CONCESSIVAS (exprimem concessão). Em outras palavras, a concessão é um obstáculo que não impede o que se declara na oração principal.

São elas: ainda que, embora, posto que, se bem que, bem que, conquanto, apesar de que, ainda quando, por mais que, por menos que, por muito que, mesmo que, nem que, que.

Exemplos:

"O pai foi encantador, conquanto não tivéssemos visto um único galo-da-serra." (G. Gruls)

Embora chovesse, ele saiu.


3) COMPARATIVAS - como, quanto, qual (em correlação com assim ou tal), assim como, do que, que.

Ex.:

"Meu coração tombou na vida

tal qual uma estrela ferida

pela flecha de um caçador." (C. Meireles)


4) CONDICIONAIS (exprimem condição) - se, caso, sem que, uma vez que, contanto que, dado que, com a condição de que, desde que, quando, salvo que, a menos que, a não ser que.

Ex.: "Se o encontrasse na rua, passaria indiferente." (G. Ramos)


5) CONFORMATIVAS: como (=conforme), conforme, segundo, consoante.

Ex.: "Conforme declarei, Madalena possuía um excelente coração." (G. Ramos)


6) CONSECUTIVAS (exprimem resultado, consequência) - que (depois de tão, tal, tanto e tamanho), de sorte que, de modo que, de forma que, de maneira que (sem tal).

Ex.: "A estrela que nasceu tinha tanta beleza que voluntariamente a elegeu minha sorte." (C. Meireles)


7) FINAIS (exprimem finalidade) - para que, a fim de que, que (=para que), porque (=para que).

Ex.: "Fiz-lhe sinal que se calasse..." (M. de Assis)


8) PROPORCIONAIS (exprimem proporção) - à medida que, à proporção que, ao passo que, (tanto mais)... quanto mais, enquanto, quanto menos.

Ex.: "À medida que descia, tranquilizava-se." (G. Ramos)


9) TEMPORAIS (exprimem tempo) - antes que, primeiro que, depois que, até que, quando, enquanto, todas as vezes que, cada vez que, mal, apenas, desde que, logo que, assim que, sempre que, que (=desde que).

Ex.: "Implicou comigo assim que me viu." (G. Amado)


ATENÇÃO!


Uma mesma conjunção (ou locução conjuntiva) pode estabelecer relações diferentes entre orações. Observe:


Você irá bem na prova desde que estude. (A locução conjuntiva desde que está estabelecendo relação de condição.)


Não pára de falar desde que a aula começou. ( A locução conjuntiva desde que está estabelecendo relação de tempo.)


Gritou tanto que ficou rouco. (A conjunção que está estabelecendo relação de consequência.)


Ele gritou mais que eu. (A conjunção que está estabelecendo relação de comparação.)


Por isso, no caso das conjunções, assim como no das preposições, o contexto é fundamental para classificarmos a relação que a conjunção (ou a locução conjuntiva) estabelece entre as orações.


As conjunções, assim como as preposições, não desempenham função sintática na oração. Como já vimos, as conjunções apenas ligam termos de mesma função sintática ou orações de um período composto. São, por isso, consideradas conectivos.



BIBLIOGRAFIA:

Gramática Aplicada da Língua Portuguesa, Manoel P. Ribeiro, Metáfora Editora.

Gramática da Língua Portuguesa, Celso Ferreira da Cunha, MEC/FAE/RJ.

235 visualizações

© 2019 -2020 por LITERATURA E REDAÇÃO                                              Rio de Janeiro - Brasil

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Google+ Icon

 Tel  21-99321-0173 / contato@literaturaeredacao.com